segunda-feira, 26 de julho de 2010


- Oi, como vai você? Fé, algo importante que opera grandes conquistas. É simplesmente por ela que podemos clamar, viver, sentir... tudo é possível ao que tem fé. Tipo, independente de qualquer religião, a fé é algo que todos deveríamos ter; Deus também não pede que a tenhamos do tamanho do universo, que seja do tamanho de um grão de mostarda. Pequeno, não? Pela fé, os grandes heróis venceram os desafios, e quando reconhecemos a grandeza de Deus e acreditamos que ele pode mudar situações, a vitória é alcançada. E mesmo se não for, continue acreditando! O impossivel Deus faz acontecer, é o que eu acretido e não me arrependo por essa escolha.

estresse ,


Oi, como vai você? Estresse ou stress, como se queira escrever... Como pode alguém ficar tão estressado de repente? Uma atitude, uma palavra, um gesto e até o silêncio incomodam se estamos pré-dispostos a ficarmos estressados. O fato é que a luta contra ele é grande e devemos cuidar pra não descontar nossa ira nas pessoas ao nosso redor, pois mesmo sendo algumas delas as causadoras da nossa raiva passageira, elas podem não ter ciência disso. Frequentemente a paciência tem se ausentado do meu interior, principalmente quando o assunto são as crianças . Normalmente, as pessoas estressadas são aquelas que dedicam seu dia ao trabalho e com efeito ficam exaustas, ficam fartas com tantas cobranças e pressões sobre elas. Entretanto, hoje em dia jovens e adolescentes tem sido laçados pelo estresse, mesmo não tendo uma ocupação; talvez isso seja uma das razões para tanta chatisse. Outros motivos frequentes são o tédio, a ausência de pessoas para conversar, uma namorada(o) e até mesmo o grito dos tolos que estão por perto. Nunca tive a curiosidade de pesquisar se há algum método para tirar o estresse, mas conheço três: você pode procurar uma enxada e carpir um terreno, pode ir em uma loja de móveis e pegar aquele plástico com bolhas e ficar estourando ou por último, pode fazer o mesmo que eu: começar a escrever! Boa sorte nas suas tentativas!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

amizade


- Oi, como vai você? Um dia depois eu vou postar algo sobre amizade. Bom, bastante dos blogs de adolescentes que eu vejo falam sobre um assunto em comum: os sentimentos. Sejam os posts sobre declarações de amor, amores platônicos, paixões desiludidas, amor impossível ou qualquer coisa assim. Eu não tenho muito o que falar, ou... até tenho, mas garanto que seria um assunto chato, monótono e depressivo. Isso é tenso. Outra coisa que tá em alta é assuntos sobre amizade. Amigos verdadeiros, amigos falsos, amigos distantes, amigos irmãos... Tem gente que tenta ser amigo de todo mundo, ou pelo menos tenta manter um relacionamento amigável, como é o meu caso. Hoje nem tanto, mas antes eu passava por momentos de apuro, tipo, uma amiga minha não gostava da outra e eu conversava com as duas... Muito trágico isso! Na verdade, a palavra certa pra quem conversa com todo mundo procurando manter paz não é amigo, talvez seja colega. É igual uma enciclopédia que tem de tudo um pouco, mas não é completo quando se quer saber especificamente sobre alguma coisa. Ser amigo é se doar, enfrentar juntos problemas, dar suporte quando um está caindo; como diz a música, amigo é um peróla que é difícil de se encontrar. Eles nos proporcionam momentos de alegria, nos fazem esquecer dos problemas e principalmente não trazem desgosto. Eu não tenho todos os amigos que gostaria, mas eu amo aqueles que tenho, e tive. Abrace enquanto puder, tenha momentos de alegria, aproveite ao máximo pois amigos são como balões, se você deixar escapar talvez não os tenha de volta. Amo vocês amigos *---*

domingo, 18 de julho de 2010

crianças ,


- Oi, como vai você? Ninguém me responde isso, mas ta tranquilo! É só por educação :P. Quem gosta de crianças comenta no post? Pois é, acho que é por isso que ninguém comentou, ninguém gosta de crianças MUAHAHA' //zoa. Na moral, essas não uma das minhas predileções e talvez, ocupam os ultimos lugares da minha lista de coisas preferidas. A Leléeu fez um post no blog dela e eu achei interessante quando ela perguntou as crianças são realmente tão inocentes [algo parecido]. Poxa, como pode uma criança de cinco anos ser tão chatinha? Eu curto aquelas criancinhas que ficam quietinhas, embora sejam inteligentes e espertas [abaixo a pedofilia!]. Eu tenho uma prima que a gente tem uma convivência meio que forçada; ela é muito mimada e os adultos responsáveis pela educação dela se tornaram sensíveis demais ao ponto de ceder tudo o que ela quer através de um irritante choro :@ Tem meu irmão também, cinco anos. Tipo, coitada da minha mãe, acaba se tornando escrava dele, que também é hiper mal-acostumado; com ele é diferente, eu tenho liberdade de corrigi-lo a minha maneira e mãrs... Abandonando as crianças agora, particularmente, eu detestei a nova lei que proíbe bater em crianças. Não que eu seja um macaco louco espancador, mas crianças também precisam de um corretivo mais severo. Isso seria o governo interferindo na vida familiar e educação dos filho? Eis a questão! Bom, como paos e mães não lerão isso, meu apelo vai para os irmãos, primos ou qualquer um que tem a responsabilidade de cuidar de algum pestinha: NÃO DEIXE AS CRIANÇAS FAZEREM O QUE QUEREM. O mimado de hoje, pode ser o infrator de amanhã. beijo beijo (:

sábado, 17 de julho de 2010

saudades


- Oi, como vai você? Hoje o tema que escolhi foi saudade. Por que quando nós estamos em uma fase tão boa de nossas vidasalgo tem que mudar? Aliás, porque EU tive que me mudar? Embora tenha motivos aparentes, a melhor opção foi realmente ter mudado de cidade? Ah, mas o fato é que eu mudei, deixei uma porção de amigos que eu amo muito e sinto saudades. Essa palavra. Pequena palavra. Na prática, ela é terrível. Segundo o Aurélio, saudade é uma lembrança suave de uma pessoa ou algo distante, extinto. Eu digo que, é um aperto no coração, uma angústia terrível, e faz você querer estar perto novamente do que foi deixado. Não é um sentimento raro, difícil, que está em uma atmosfera remota; eu sinto, você sente! Do que eu sinto saudades? De quando eu tive oportunidade de estar perto de amigos e não estive, das conversas, dos risos, das musicas, dos jogos, da antiga escola, antiga igreja, das discussões ou intrigas que porventura aconteciam... Essas coisas me faziam feliz, eu poderia estar presente. Mas é assim, só quando você perde é se reconhece o valor genuíno. Venha viver cada minuto, se entregue ao máximo, dê o melhor de si e dê valor a quem te quer bem.

Dedico esse post a Stefanny Konno, Leeh Scheer, Lara Auane, Kaira Lohane, Karool & Danni Barbosa, Amanda Melo, Francielly Abreu e a todos meus amigos distantes!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

sensações'


- Oi, como vai você? Hoje eu acordei... ooh , um milagre :O tava uma chuva, um clima bacana... SAbe, eu gosto de frio, de chuva, mas sempre quando eu estou preparado pô =/ Chocolate quente, cobertores, um abraço, um pedaço de bolo, ser cobertor de orelha, são essas coisas que me traz melhores sensações. Como sempre, as sensações são ótimos sentimentos, é aquilo que alegram o meu ego; mas por outro lado, tem as sensações ruins que me fazem sentir mal, deprimido, amargurado... é trágico isso. Mas elas revelam o meu estado de espírito, as minhas vontades e até influenciam minhas escolhas... Eu sei que um assunto puxa o outro e sobre sensações, acho que ta bom :D beijo beijo'

amores que vem, amores que vão...



- Hi, how are you? huaheuaheu' um dia eu encontro a maneira certa de começar. O assunto hoje será amores. uuuuh, muito tenso :x. Não sou mulherengo e nunca tive mulheres de todas as cores, de várias idades, de muitos amores [como diz a música]; sou amigo ou até mesmo o irmão delas. Vou deixar claro aqui: eu não sou gay! Mesmo não tendo experienciado de muitos relacionamentos, preservo o romance à moda antiga... E ouso dizer que na secularidade atual são raros homens assim, existem muitos homens e mulheres egoístas que buscam prazeres sexuais e depois agem como desconhecidos. Viver assim é comodo, pois não há vínculos aparentes que os unem. Sendo assim, o seu amor dessa noite se distingue daquele do mês que vem. Sou totalmente contra isso, contra mesmo. Não é a toa que preservo o romance à moda antiga.

/hauehauehauhe , e pode mesmo!


- E ai, como vai? Mudei a tática, tô pensando em postar não pela popularidade, comentários ou acessos... Vou utilizá-lo como meio de expressar meus ânimos, talvez expôr minhas dúvidas, esclarecer assuntos à minha concepção ou até mesmo contar sobre minha vida. Se isso vai ser bem aceito? Não sei, depende de vocês. Vamos ver o que é que dá :) beijo beijo :*

quinta-feira, 15 de julho de 2010

objetivos...

Oi, como vai voce? Sempre quis ter um blog, e na humildade, não sei pra que. Não é sempre que eu tenho vontade de escrever, não tenho histórias interessantes para contar ou uma imaginação extraordinária para criar um post. Penso em um blog famoso, com muitos e muitos comentários, pessoas elogiando e tudo mais... Mas não tenho popularidade e amigos blogueiros que curtem o que eu posto. Pra vocês terem ideia, não tenho casa e nem computador com internet pra ficar postando algo sempre... Pensando bem, o tempo que eu fico sem internet é o suficiente pra eu pensar em algo e postar. Quem vê, pensa que eu sou um pobre desgraçado e miserável que não tem onde cair morto... Hipérbole à parte, não é bem assim. Enfim, (um dos) meus objetivos é encontrar as partes que faltam nesses quebra-cabeça que eu chamo de vida. - Esse final foi bem nada a ver, né não?